Resenha: Vampire: The Eternal Struggle VtES

05:06:00


Criado originalmente por Richard Garfield (criador do magic) e publicado pela Wizards of the Coast em 1994 com o título de Jyhad, o jogo acabou por mudar o nome para VTES (Vampire: the Eternal Struggle). O jogo foi criado por Garfield para ser o jogo multiplayer que ele mesmo gostaria de jogar.

VTES tem como ambientação os dias atuais no aclamado cenário Mundo das Trevas. Esse cenário, que nos anos 90 foi um dos principais RPGs dos anos 90, utiliza vampiros, magos, lobisomens e outras lendas macabras na mesma realidade, abaixo da percepção dos mortais. No jogo, cada jogador assume o papel de um vampiro lendário (Matusalém), exercendo a sua influência por todo o mundo, tentando eliminar os outros ancillae e tomar todo o poder para si.

VTES é um collectible card game para 2+ jogadores, mas que realmente só é bom com 4-5 jogadores (já joguei em mesas com 8!!!)

Por que VTES é um dos melhores jogos que já joguei?

Cenário

Como falei acima, VTES é baseado no cenário da White Wolf, o Antigo Mundo das Trevas, um cenário que eu já gostava por conta dos RPGs. O card game mescla os aspectos do cenário nas mecânicas de jogo de modo maestral, com os nomes das mecânicas perfeitamente encaixadas ao feeling "vampiro maquiavélico controlador de marionetes".

Política

O conjunto de regras como um todo se baseia no balanceamento da mesa durante o jogo através das decisões dos jogadores. Isso possibilita uma dinâmica de política, blefe e negociação, focando o jogo não nas cartas ou regras, mas principalmente nos jogadores e sua capacidade de convencimento. Esses "discursos" acabam gerando frases divertidas do tipo "estou equipando uma Mark V, mas só para legítima defesa..." ou "te sangrando em 1 só para pegar o edge", o que torna cada partida única.

Investimento

Esse jogo é bem mais barato de se jogar competitivamente do que outros card games. Cartas Comuns são fáceis de se obter e compõe quase a totalidade da maioria dos decks. Geralmente cartas Raras são cartas únicas (só pode ter uma na msa toda por vez) evitando a necessidade de muitas cópias no deck, e cartas comuns são staples, usando 4+ de cada no deck, dado a não haver limite de uma mesma carta no mesmo deck. Esse tipo de design é inteligente e evita que cartas raras atinjam preços absurdos. No entanto, devido ao card game ter parado a sua produção, cards raros começaram a aumentar seus valores, mas não necessariamente significando que você precisa comprar para montar um deck competitivo.

Jogo Organizado

A comunidade de Vtes atua ativamente para não deixar o jogo morrer. Sua organização de eventos e torneios é um exemplo para outros jogos, possuindo uma hierarquia e representações das cidades onde existem grupos de jogadores e permite a realização de Storylines (torneios centrados em um plot, que tem seu desfecho baseado em qual clã venceu a maioria dos torneios) que são muito empolgantes. No brasil, temos a página de facebook Vtes Brasil, com participação ativa dos membros e com os mesmos sempre solícitos a prestar ajuda a novos jogadores, cedendo cartas, emprestando decks e dando dicas.

A Jyhad

A característica principal do jogo é seu conflito. A cada jogador, são designados dois papéis: a de "presa" e "predador" de acordo com a orientação da mesa, e você ganha um pontos de vitória para cada presa que você eliminar. Ganha o jogo quem tiver mais pontos de vitória.

Que jogo fantástico, quero jogar! (ou "Esse jogo serve para mim?")

Se você está esperando um jogo previsível ou de contar pontos de vitória, esse jogo não é para você. Mesmo com o deck mais bem-construído ou top-deck, cada ação do jogador é altamente importante, assim como a ordem de sentar na mesa (por que essa ordem é o que define quem "preda" quem). Dada a natureza do jogo possuir três temas: Combate, Sangramento ou Política (em uma espécie de pedra-papel-tesoura), pode ocorrer de você ser predado pela sua fraqueza, e você será varrido da mesa de modo extremamente rápido. Por esta razão, jogadores mais conservadores tendem a fazer decks mais "Toolbox", usando um pouco de cada tema em seus decks, cobrindo o maior número de possibilidades possíveis.

Se quiser jogar procure o grupo do facebook VTES BRASIL. Lá você será informado sobre o jogo organizado na sua cidade e saberá como adquirir cartas.

Esse é um jogo de conflito e intriga. Esteja preparado para ser completamente obliterado pelo seu predador caso você deixe suas defesas abertas. Se isso acontecer, não adianta chorar. *E daí que seu Inner Circle 11-cap foi diablerizado no início do jogo?* (O.0)

Acontece.

0 comentários